Ordem dos Médicos cria fundo para custas judiciais

Informação veiculada pelo bastonário

01 outubro 2006
  |  Partilhar:

 

Os médicos portugueses vão estar cobertos por um seguro de responsabilidade civil que lhes permitirá defender-se em caso de negligência médica e dá-lhes meios para processarem os governos e as administrações se os erros se deveram à falta de meios.
 

 

O bastonário da OM, Pedro Nunes, explicou que se trata de um seguro colectivo profissional de responsabilidade civil, que entrará em vigor no dia 1 de Janeiro do próximo ano, assegurará aos clínicos 15 mil euros para custas judiciais e outros 15 mil euros para despesas com advogado.
 

 

O seguro resulta de um protocolo que o bastonário da Ordem dos Médicos assinou na semana passada com uma associação mutualista e seguradora espanhola, ligada aos profissionais de saúde.
 

 

Anexado a este seguro, vai ser criado um fundo que o médico poderá usar "sempre que seja incomodado em tribunal por motivos que sejam da responsabilidade de outros (como administrações hospitalares ou até mesmo o ministro da Saúde)", adiantou o bastonário. "Num momento em que se assiste a grandes restrições económicas - como o corte nas despesas com os medicamentos - os médicos têm de defender-se", acrescentou. Para o bastonário, se esta restrição económica "não for feita com muito cuidado, pode pôr em causa a saúde dos doentes".
 

 

Fontes: Lusa e Público
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.