Ordem dos Médicos com queixas a mais

Conselhos distritais de disciplina reclamam mais vogais

20 janeiro 2003
  |  Partilhar:

A Ordem dos Médicos, através dos três conselhos disciplinares (CD) regionais, admite ter falta de meios para fazer face ao crescente número de queixas contra os profissionais que representa. A lista de espera dos processos é grande e a capacidade de resposta está debilitada.
 

 

No final do ano passado, havia mais de 800 em fase de instrução, de acordo com os números revelados ao «Jornal de Notícias» pelos órgãos disciplinares do Norte, Centro e Sul. Os dois mais antigos datam de 1993 e 1995, sendo afectos, respectivamente, aos CD do Sul e Norte.
 

 

Com 163 processos em curso, a presidente do CD do Norte, Maria José Cardoso, admitiu, ao JN, «falta de capacidade para uma resposta em tempo oportuno». Por isso, defende que o presidente do órgão deveria ocupar-se a tais funções a «tempo inteiro» e que são «necessários mais cinco relatores a tempo parcial e apoio jurídico de quatro horas diárias». Cada CD é constituído pelo presidente e quatro vogais, assessorados por um consultor jurídico em «part-time».
 

 

Fonte: Jornal de Notícias
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.