Ordem dos Enfermeiros alerta para insustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde

Portugal tem metade dos enfermeiros necessários

27 abril 2008
  |  Partilhar:

Em Portugal existe um enfermeiro por 800 famílias, sendo o número ideal um por 400 famílias, divulga a Ordem dos Enfermeiros (OE), que se mostra preocupada com a sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS).
 

 

Num almoço-debate, que decorreu recentemente para comemorar os dez anos da OE, a instituição referiu que o SNS tem rácios de enfermeiros abaixo da média Europeia, da maioria dos países desenvolvidos e da OCDE. Segundo a OE, paralelamente, existe grande carência de enfermeiros nos cuidados de saúde primários, nos centros de saúde, e distribuição não equitativa nos cuidados hospitalares.
 

 

Segundo a OE, “esta situação é consequência da organização actual do SNS e necessita de rápida reformulação para garantir aos cidadãos cuidados mais eficazes e melhor equilíbrio entre qualidade e custo-efectividade de serviço nas organizações de saúde”.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.