ONU alerta para risco da doença se propagar pelos gatos

Entidade emite comunicado

13 fevereiro 2007
  |  Partilhar:

 

A possibilidade da Gripe das Aves se propagar através dos gatos levou as Nações Unidas a recomendar "vigilância", apesar de reconhecer que não existem provas de que a doença se transmita dos felinos aos humanos.
 

 

A organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) salientou, em comunicado de imprensa, que "os gatos podem infectar-se com o vírus da gripe das aves com elevado grau de patogenicidade ", mas até agora "não existe prova científica que indique que tenha ocorrido a transmissão sustentada entre gatos e destes para humanos".
 

 

Como medida de precaução, recomenda a agência da ONU, os gatos devem manter-se afastados dos galinheiros ou de aves selvagens "nas zonas onde foi detectado o vírus H5N1".
 

 

O sub-director-geral da FAO, Alexander Muller, salientou que "a situação é preocupante, não só porque os gatos podem actuar como intermediários na propagação do vírus entre espécies, mas também porque ao desenvolver-se nos gatos, o vírus H5N1 poderia transformar-se com mais facilidade numa estirpe mais contagiosa que poderia originar uma pandemia".
 

 

A FAO salvaguarda, contudo, ser "contrária ao sacrifício dos gatos como forma de lutar contra o vírus" e que a sua eliminação massiva "pode levar ao aumento dos roedores, entre eles os ratos, que são uma praga para a agricultura e transmitem doenças aos humanos".
 

 

Fontes: Público e Lusa
 

MNI- Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.