Onicomicoses afectam milhão e meio de portugueses

Especialistas lançam alerta

18 julho 2006
  |  Partilhar:

 

Mais de milhão e meio de portugueses tem fungos nas unhas das mãos e dos pés (onicomicoses), mas os especialistas estimam que este número seja muito maior, pois os doentes desconhecem a patologia e não recorrem ao médico.
 

 

Os primeiros sinais da doença são a modificação da cor da unha (amarela da ou esbranquiçada), o seu espessamento, com aparecimento de depósito (tipo farinha) por baixo da unha, com engrossamento progressivo e alteração da forma, segundo o dermatologista Osvaldo Correia, do Centro de dermatologia "Epidermis".
 

 

De acordo com o dermatologista Rui Tavares-Bello, do Hospital Militar de Belém, "o diagnóstico precoce e o tratamento adequado permitem limitar a disseminação da infecção. Como medida de prevenção desta doença, o especialista recomenda "uma boa higiene dos pés e do calçado com a necessidade de preservar um ambiente seco, que dificulte a proliferação dos fungos, leveduras e bolores".
 

 

Numa fase inicial, a utilização adequada de alguns vernizes antifúngicos poderá ser eficaz em cerca de 75% das onicomicoses. Em fases mais avançadas, em que há envolvimento da raiz ou de mais de 50% da unha, há igualmente a necessidade de tratamento combinado com comprimidos ou cápsulas antifúngicas.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.