Oncologistas falam pouco sobre os benefícios/malefícios da Quimioterapia

Estudo apresentado na revista “British Medical Journal”

11 setembro 2008
  |  Partilhar:

Um estudo publicado na semana passada na revista British Medical Journal (BMJ) examinou como os oncologistas explicam aos pacientes os benefícios da quimioterapia paliativa na esperança de vida depois dos pacientes serem diagnosticados com tumores malignos metastizados.
 

 

No estudo participaram 37 pacientes com cancro do pulmão avançado, cancro pancreático e colo-rectal e nove oncologistas do Myton Hamlet Hospice e do Mount Vernon Cancer Centre. A pesquisa teve como consultores em medicina paliativa, Daniel F Munday, e em oncologia Jane Maher.
 

 

O editorial da revista refere que durante as consultas, as informações dadas aos pacientes sobre os benefícios da quimioterapia na esperança de vida incluíram dados numéricos (“cerca de quatro semanas”), uma ideia de escalas de tempo (“poucos meses a mais”), referências vagas (“distraia-se”) ou nenhuma referência. Na maioria das consultas (26/37), a conversa sobre os benefícios do tratamento na esperança de vida foi vaga ou não existiu.
 

 

Para ajudar na tomada de decisão dos pacientes, os autores recomendam que os oncologistas descrevam, de modo cuidado, os benefícios e limitações dos tratamentos, incluindo o ganho de esperança de vida.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.