OMS tenta conter Ébola no Gabão

Médicos internacionais rasteiam população

17 dezembro 2001
  |  Partilhar:

Especialistas internacionais procuram no Gabão possíveis novas vítimas do surto de Ébola que já matou 12 pessoas no Norte do país.
 

 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma equipa de 14 médicos do Gabão em conjunto com especialistas de outros países está a efectuar um rasteio para despistar novos casos da doença.
 

 

A equipa da OMS montou uma área de isolamento na cidade de Mekambo e lançou uma campanha de esclarecimento para os moradores das aldeias da região.
 

 

Quatro aldeias já estão de quarentena, para evitar o contágio. Há a preocupação de que o surto se alastre, já que os moradores continuam a entrar e sair da região.
 

Para tentar conter a epidemia, a Cruz Vermelha Internacional conta com 50 voluntários do Gabão. Esse é o primeiro surto da doença desde a morte de 224 pessoas no Uganda, no ano passado.
 

 

Até ao momento, ainda não foi encontrada cura para o Ébola. Entre 50 e 90 por cento das pessoas que contraem o vírus morrem em poucos dias devido à perda de sangue provocada pela febre hemorrágica. O vírus foi descoberto em 1976, próximo ao rio Ebola, na República Democrática do Congo.
 

 

O surto no Gabão ocorre na província de Ogooue Ivindo, onde o Ébola matou 45 pessoas em 1996 e 97. Neste ano, curiosamente, a primeira morte foi registrada a 2 de Dezembro.
 

 

MNI - Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.