OMS lança programa de luta contra radão

Gás natural pode originar cancro do pulmão

04 julho 2005
  |  Partilhar:

 

 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) lançou na semana passada um projecto internacional de luta contra o radão, um gás natural radioactivo que constitui a segunda causa de cancro do pulmão no mundo, depois do tabaco.
 

 

O programa, de três anos, tem por objectivo ajudar os países a reduzir os riscos sanitários associados a esse gás subterrâneo, inodoro e incolor a que os cientistas atribuem entre 10 e 15 por cento dos casos de cancro do pulmão.
 

 

Segundo o responsável do Programa sobre Saúde e Radiação da OMS, Mike Repacholi, esse risco é 25 vezes superior entre os fumadores.
 

 

O radão existe em todo o mundo e o seu grau de concentração depende da presença de urânio na terra, de onde emana para a superfície e entra nos edifícios através de fendas ou orifícios. Num estudo realizado em 2000, a OMS mencionou a Suécia, Noruega, Finlândia e República Checa como os países onde foi detectada maior presença de rádon nas habitações.
 

 

Para reduzir a sua concentração dentro dos edifícios, onde as caves são os locais de maior risco, recomenda-se o aumento da ventilação, nomeadamente debaixo do soalho, ou a instalação extractores de ar.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.