OMS alerta: 300 milhões de diabéticos em 2025

Dia Mundial da Diabetes assinala-se hoje

14 novembro 2001
  |  Partilhar:

Na data em que se assinala o Dia Mundial da Diabetes, são revelados os resultados do maior estudo realizado até agora nesta área, o Heart Protection Study, que envolveu doentes com elevado risco de doenças coronárias, nomeadamente diabéticos, demonstrando que a mortalidade pode ser reduzida em 12 por cento com a administração de simvastatina (comercializado sob o nome ZOCOR), independentemente da idade, sexo ou níveis de colesterol do doente.
 

 

Os resultados do estudo apresentados hoje pelo Professor Rory Collins, da Oxford University, vêm demonstrar uma significativa redução do risco de doenças cardiovaculares e «pela primeira vez» o benefício da terapêutica com simvastatina também em pacientes com diabetes, com ou sem história de doença coronária.
 

 

Com mais de 6.000 pacientes diabéticos envolvidos, o estudo Heart Protection Study foi o primeiro a ser desenhado para investigar os benefícios de uma terapêutica anti-colestrolémica em diabéticos do tipo I e do tipo II, com ou sem história de doença coronária ou colesterol elevado. A incidência da doença coronária nos 4.000 diabéticos sem história de patologia coronária foi mais baixa em 25 por cento nos indivíduos tratados com simvastatina, comparativamente ao grupo que recebeu placebo.
 

 

«Este estudo é um importante resultado com grandes implicações positivas na saúde pública», revela Rory Collins, um dos autores do estudo.
 

 

A Organização Mundial de Saúde estima que haverá a nível mundial um aumento de doentes diabéticos e em 2025 haverá em todo o Mundo 300 milhões de diabéticos. Com a diabetes a tomar proporções epidémicas, o Heart Protection Study oferece um importante passo clínico para todos os especialistas que tratam doentes com diabetes.
 

 

Os números da Diabetes em Portugal
 

 

Segundo dados publicados pelo Instituto Nacional de Estatística, no ano de 2000 registaram-se em Portugal 3.138 óbitos por diabetes, correspondendo a um aumento de 116 por cento relativamente a 1980 (1.454). Dos mesmo dados concluiu-se que 87 por cento dos óbitos registados ocorreram em indivíduos com idades compreendidas entre os 60 e os 89 anos de idade.
 

 

Estes dados referem-se unicamente aos indivíduos cujo óbito foi registado como causa da Diabetes Mellitus, provavelmente coma diabético. Isto significa que o número de óbitos de indivíduos diabéticos cujas causas específicas foram complicações (cardiovasculares ou renais, por exemplo) resultará num número superior.
 

 

MNI - Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.