Oito médicos acusados de homicídio por negligência

Juiz pronuncia-se hoje sobre requerimentos

30 janeiro 2006
  |  Partilhar:

 

Sete médicos do Hospital São Teotónio e um do centro de saúde de Jugueiros foram acusados de homicídio por negligência de uma idosa pelo Ministério Público do Tribunal Judicial de Viseu, noticiou o Jornal de Notícias.
 

 

O Ministério Público (MP) acusou individualmente os oito médicos da autoria material, na forma consumada, do crime de homicídio por negligência, incorrendo numa pena que pode chegar aos três anos de prisão. Sobre os médicos, que estão sujeitos a termo de identidade e residência, recai a suspeita de não terem feito tudo para salvar uma mulher de 76 anos, adianta o jornal.
 

 

A vítima Maria de Jesus Almeida, que tinha uma hérnia crural (referente a uma coxa), deu entrada no Serviço de Urgências do Hospital de S. Teotónio, em Viseu, no dia 16 de Julho de 2001 queixando-se de fortes dores abdominais, vómitos e febre.
 

 

Com tratamentos paliativos, a paciente transitou sucessivamente do hospital para casa e de casa para o hospital, com o seu estado de saúde a piorar, tendo atingido o limite quando a mulher caiu inanimada num consultório privado. Um dia depois a idosa morreu no serviço de urgências, "(...) em consequência directa de ventre agudo por hérnia inguino crural direita estrangulada, com ruptura intestinal e peritonite", lê-se no despacho do MP a que o Jornal de Notícias teve acesso. Esta segunda-feira, o juiz decidirá se aceita, ou não, os requerimentos.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.