Observação directa de Vénus pode cegar

Autoridades alertam portugueses

26 maio 2004
  |  Partilhar:

A observação directa do planeta Vénus, que a 8 de Junho será possível em Portugal e só se repetirá em 2117, pode lesar a visão e provocar cegueira, alerta a Direcção-Geral de Saúde, que vai realizar uma campanha de prevenção.O fenómeno astronómico, intitulado Trânsito Solar de Vénus, consiste na passagem do planeta Vénus - o planeta mais próximo da Terra - pelo disco solar durante toda a manhã de 08 de Junho.O Trânsito Solar de Vénus é uma oportunidade única para as pessoas observarem este planeta a olho nu, ainda que, visto da Terra, tenha o tamanho de um pequeno ponto negro que passará à frente do Sol.Dada a sua localização, em frente do Sol, as pessoas que tentarem observar o planeta Vénus poderão sofrer «graves lesões na visão», segundo alerta a Direcção Geral da Saúde (DGS).O risco de lesão existe porque os olhos são particularmente sensíveis à acção dos raios solares - ultravioletas e infravermelhos - que lesam a retina, a camada nervosa dos olhos que comanda a visão e a função visual. A retina pode ser «queimada» por uma reacção química, tal como acontece com a pele quando em contacto com a cal, levando a perturbações da visão, transitórias ou definitivas, que podem ir da sua diminuição até à cegueira total.Segundo a DGS, correm um risco acrescido de sofrer graves lesões oculares com a observação directa do Trânsito Solar de Vénus as pessoas com cristalinos (órgão lenticular situado na parte anterior do globo ocular) mais transparentes, como os jovens, as que não possuam cristalino por terem sido operadas a cataratas ou as que foram submetidas a cirurgias que enfraqueceram a retina.Indivíduos que sofrem de retinopatia diabética, que estejam a tomar antibióticos ou possuam um fundo ocular muito pigmentado têm igualmente um risco acrescido de sofrer lesões na visão se observarem directamente o sol.Por estas razões, o Ministério da Saúde estabeleceu uma parceria com a Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO), o Observatório Astronómico de Lisboa e a Associação Nacional de Farmácias para levar a cabo uma campanha de prevenção que visa sensibilizar a população para a oportunidade de observar um fenómeno único, mas tendo em conta a protecção da visão.Da campanha consta a difusão de mensagens pela comunicação social e a distribuição de folhetos e de cartazes informativos. A SPO irá aconselhar e encaminhar, através da Linha de Saúde Pública (80821311 - chamada local), as pessoas que tenham sintomas visuais atribuíveis à observação directa do Trânsito Solar de Vénus.Por seu lado, a ANF está a distribuir nas 2.700 farmácias associadas filtros de protecção ocular (óculos especiais) ao preço unitário de 1,5 euros. As autoridades de saúde recomendam que os óculos especiais sejam utilizados por períodos curtos de tempo, assim como a observação indirecta do fenómeno.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.