Obesidade infantil: um problema cada vez mais sério

Indicações de Rani Whitfield da American Heart Association

25 agosto 2014
  |  Partilhar:

Nas últimas décadas, a obesidade infantil aumentou exponencialmente entre as crianças e os adolescentes, indicou um especialista.


Segundo Rani Whitfield, da American Heart Association, as crianças obesas tendem a tornar-se adultos obesos. A obesidade acarreta muitos problemas do foro clínico. Há crianças que tomam medicação para controlar a pressão arterial, colesterol e diabetes. É algo “assustador”, comenta o especialista.


Uma sondagem populacional realizada em 2007 revelou que 70% das crianças obesas apresentam pelo menos um fator de risco para desenvolverem doenças cardiovasculares, aumentando o risco de cancro, diabetes e de problemas musculo-esqueletais. Se a prevalência da obesidade continuar a aumentar, estas doenças também aumentarão como consequência.


É largamente sabido que as principais causas da obesidade infantil são a falta de atividade física e a adoção de uma dieta não saudável.


A dieta das crianças mudou nos últimos anos. Hoje em dia as crianças são bombardeadas por publicidade de comida de “plástico”, existem bebidas ricas em açúcar e muito calóricas, as porções de bebida e comida são maiores do que há umas décadas atrás e consomem muito mais guloseimas.


Adicionalmente, as crianças praticam muito menos atividades físicas nos dias que correm. Registou-se um decréscimo nos últimos 30 anos. Apenas 29% dos alunos do ensino secundário praticam os 60 minutos de exercício físico diário recomendado.


Os profissionais de saúde consideram que são a falta de exercício físico e as dietas pouco saudáveis que estão a provocar este aumento da obesidade infantil. Para agravar a situação, há estudos que indicam que muitas crianças obesas e os próprios pais não conseguem reconhecer que estas estão efetivamente obesas.


Portanto, os pais deviam levar os seus filhos ao pediatra para determinar a melhor forma de a criança conseguir um peso ideal. O papel dos pais é fundamental neste processo. A escola desempenha também um importante papel na manutenção de um peso saudável por parte das crianças. As refeições escolares devem sempre incluir fruta e legumes, evitando gorduras saturadas e a educação física deve ser promovida entre todos os alunos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.