Obesidade infantil: possível de prever aos seis meses

Estudo do Centro Médico do Hospital Pediátrico de Cincinnati

07 abril 2016
  |  Partilhar:

Aos seis meses pode ser possível prever quais as crianças que apresentam um maior risco de ficarem obesas na infância através da medição do índice de massa corporal (IMC), uma ferramenta simples que não é habitualmente utilizada antes dos dois anos, sugere um estudo apresentado no encontro anual da Sociedade de Endocrinologia.
 

O estudo realizado pelos investigadores do Hospital Pediátrico de Cincinnati, nos EUA, demonstrou que os padrões de crescimento, observados entre os quatro e os seis meses, de crianças que ficaram severamente obesas aos seis anos diferiam daquelas com um peso normal.
 

No estudo os investigadores, liderados por Allison Smego, analisaram os registos de saúde eletrónicos de dois grupos de pacientes que continham dados do crescimento desde o nascimento até aos seis anos. Um dos grupos era composto por 480 crianças, com idades compreendidas entre os dois e os seis anos, severamente obesas com um IMC acima do percentil 99. O outro grupo, da mesma faixa etária, incluiu crianças magras, com um IMC que variava entre os cinco e os 75.
 

Ao analisarem as curvas de crescimento ao longo do tempo, os investigadores verificaram que o IMC divergia entre os dois grupos e que esta diferença começava a ser visível aos quatro meses de idade. Um IMC acima do percentil 85 aos seis, 12 e 18 meses era um forte indicador de obesidade severa aos seis anos.
 

Uma vez que a maioria das crianças obesas eram Afro-Americanas e pertenciam a famílias com rendimentos baixos, os investigadores validaram estes resultados num grupo de 2.649 crianças. Mais uma vez verificou-se que as crianças com um percentil acima dos 85 tinham um risco nove vezes maior de serem obesas aos seis anos de idade.
 

Na opinião dos investigadores os pediatras deveriam medir rotineiramente o IMC a partir dos seis meses, identificando as crianças com um elevado risco, ou seja com um IMC acima do percentil 85. Os médicos deveriam dar também aconselhamento e educação especial aos familiares das crianças relativamente à adoção de um estilo de vida saudável.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.