Obesidade está relacionada com microflora intestinal

Estudo publicado na "Obesity"

14 julho 2009
  |  Partilhar:

Para o estudo, investigadores do Instituto de Agroquímica y Tecnología de los Alimentos, Espanha, contaram com a participação de 36 adolescentes obesos ou com excesso de peso, que foram submetidos, durante 10 semanas, a um tratamento que incluía uma redução na ingestão calórica e um aumento de actividade física.

 

A investigação revelou que houve diferenças na resposta ao tratamento. Enquanto a maioria dos indivíduos obteve uma perda significativa de peso (mais de 4 kg), um subgrupo perdeu apenas 2 kg.

 

O estudo sugere que estas diferenças na resposta ao tratamento poderão ser devidas em parte à composição da microflora intestinal dos indivíduos. Os investigadores constataram que o grupo que sofreu uma perda significativa de peso apresentava uma maior quantidade de bactérias do género Bacteroide e uma menor do género Clostridium do que o grupo que sofreu uma redução menor de peso.

 

A análise da ingestão calórica e da composição da dieta não revelou diferenças significativas entre os dois grupos. Contudo, a energia total detectada nas fezes foi maior nos adolescentes que perderam menos peso. De acordo com os autores do estudo, estes dados sugerem que a microflora intestinal influência o desenvolvimento da obesidade e contribui para o fornecimento de energia ao organismo.

 

De acordo com a autora do estudo, Yolanda Sanz, “a investigação sobre a relação entre os componentes específicos da microflora intestinal, o estilo de vida e a regulação do peso corporal poderá ser fundamental para o desenvolvimento de novas estratégias de intervenção nutricional, que poderão determinar formas mais eficazes para a prevenção da obesidade e das doenças metabólicas através da modulação da flora”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.