Obesidade associada a oito tipos de cancro

Estudo publicado no “The New England Journal of Medicine”

26 agosto 2016
  |  Partilhar:

Uma equipa internacional de investigadores identificou mais oito tipos de cancro que estão associados ao excesso de peso e obesidade. Estes incluem o cancro do estômago, fígado, vesícula, pâncreas, ovário, meningioma, cancro da tiroide e mieloma múltiplo, dá conta um estudo publicado no “The New England Journal of Medicine”.
 

O estudo levado a cabo pelos investigadores da Agência Internacional para Investigação no Cancro (IARC, sigla em inglês) da Organização Mundial de Saúde (OMS) teve como base a revisão de mais de mil artigos sobre o excesso de peso e o risco de cancro.
 

Graham Colditz, um dos autores do estudo, refere que a incidência do cancro devido ao excesso de peso é maior do que aquela que tem sido assumida.
 

Os investigadores defendem que estes achados podem ter uma grande influência na população mundial, uma vez que se estima que 640 milhões de adultos e 110 milhões de crianças sejam obesos.
 

Em 2002, a mesma equipa de cientistas já tinha verificado que o excesso de peso estava associado a um risco elevado do cancro do cólon, esófago, rins, mama e útero.
 

"Os fatores relacionados com o estilo de vida, como a adoção de uma dieta e peso saudável, a prática de exercício, além de não fumar, pode ter um impacto significativo na redução do risco de cancro”, referiu o investigador. No entanto, Graham Colditz reconhece que muitas pessoas têm dificuldade em perder peso.
 

O estudo apurou que para a maioria dos cancros identificados existe uma relação dose-resposta positiva, ou seja, quanto maior é o índice de massa corporal maior o risco de cancro. Verificou-se também que o risco de cancro foi semelhante nos homens e nas mulheres.
 

Uma das razões pela qual o excesso de peso ou obesidade pode aumentar o risco de cancro está relacionada com o facto de o excesso de gordura conduzir à produção excessiva de estrogénio, testosterona e insulina e de promover a inflamação, que promovem o crescimento do cancro.
 

Graham Colditz conclui que este estudo chama mais uma vez a atenção para a importância de cuidarmos da nossa saúde e peso com seriedade.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.