Obesidade ameaça sistemas de saúde pública mundiais

Conferência sobre "Novas Patologias"

02 abril 2007
  |  Partilhar:

 

A Obesidade é uma "epidemia global" que pode destruir os sistemas de Saúde Pública, defendeu um especialista espanhol no âmbito das Conferências sobre "Novas Patologias", que decorreram recentemente em Lisboa.
 

Professor de Medicina da Faculdade de Santiago de Compostela (Espanha), Felipe Casanueva afirmou durante a conferência "Obesidade:O Grande Desafio" que esta condição "afecta cerca de mil milhões de pessoas em todo o mundo e representa um dos mais graves problemas de Saúde Pública".
 

 

A Obesidade "tem finalmente de ser percebida como um problema gravíssimo, que num futuro próximo pode vir a destruir o sistema de Saúde Pública", sublinhou. Segundo o especialista, o aumento drástico da Obesidade na população mundial, especialmente em jovens e crianças, "deve-se as mudanças sócio-económicas" registadas nas últimas décadas.
 

 

Segundo o investigador, "o fenómeno - generalizado na Europa e no mundo - tende a agravar-se", sendo que em Espanha mais de metade da população (cerca de 53% das pessoas) "sofre de excesso de peso".
 

 

Para este especialista, "a única forma" de controlar a futura epidemia da Obesidade "passa por compreender os mecanismos básicos que regulam a ingestão de alimentos" no organismo, nomeadamente através do desenvolvimento de substâncias que controlem a hormona que estimula o apetite.
 

 

Fonte: Diário de Notícias
 

MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.