O sexo poderá ser a chave de um casamento feliz

Estudo publicado na “Psychological Science”

29 março 2017
  |  Partilhar:
Um novo estudo indicou que os parceiros sexuais experienciam um sentimento de bem-estar sexual que perdura por dois dias após uma relação sexual e que isso poderá promover a qualidade da relação a longo prazo.
 
O estudo conduzido por uma equipa de investigadores liderados por Andrea Meltzer, investigadora na área da psicologia da Universidade do Estado da Florida, EUA, sugeriu ainda que “as pessoas com um sentimento de bem-estar sexual mais forte – ou seja pessoas que dizem sentir um nível mais elevado de satisfação sexual após o sexo – dizem ter níveis de satisfação maiores na sua relação muitos meses depois”.
 
Os investigadores colocaram a hipótese de o sexo desempenhar um papel fundamental no fortalecimento da relação do casal. No entanto, a maioria dos adultos diz ter relações sexuais com o parceiro apenas algumas vezes por semana e não todos os dias. 
 
A equipa então especulou que o sexo poderá trazer um breve aumento na satisfação sexual e que o casal fortalece a sua relação entre as relações sexuais, fazendo aumentar a satisfação com o relacionamento a longo prazo.
 
Para testar a sua hipótese, a equipa analisou dados oriundos de dois estudos longitudinais, independentes, em que um envolviam 96 casais de recém-casados e outro 118 casais, também de recém-casados. 
 
Os casais foram convidados a completarem pelo menos três dias consecutivos de um diário de 14 dias. Antes de se deitarem os parceiros deviam escrever, de forma independente, se tinham tido relações sexuais naquele dia com o cônjuge. Deveriam também descrever o nível de satisfação com a sua vida sexual e com o seu parceiro e com o casamento naquele dia.
 
A qualidade do casamento foi também medida no início do estudo, e depois numa sessão subsequente de quatro a seis meses mais tarde.
 
Os cônjuges declararam ter relações sexuais em quatro dos 14 dias do estudo, embora as respostas tenham sido muito variadas. Ter relações sexuais em determinado dia foi associado a satisfação sexual nesse mesmo dia, o que por sua vez foi associado a satisfação no dia seguinte e mesmo dois dias mais tarde. Esta associação manteve-se mesmo após terem sido tidos em consideração fatores como a idade, sexo, frequência sexual, personalidade e outros. 
 
Foi observado que a satisfação com o casamento entre o início do estudo e a sessão subsequente diminuiu. No entanto, os participantes que demonstravam um maior sentimento de bem-estar sexual aparentavam ter uma satisfação marital durante aqueles primeiros quatro a seis meses de casamento. 
 
Os investigadores ressalvam que os resultados apurados fizeram-se sentir em ambos os estudos, o que produz forte evidência do tal bem-estar sexual. “Este estudo é importante pois vem juntar-se a outros estudos que sugerem que o sexo funciona para manter os casais unidos”, conclui Andrea Meltzer.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.