O cordão da vida

Células sanguíneas do cordão umbilical podem sarar danos causados por acidentes vasculares cerebrais

16 fevereiro 2001
  |  Partilhar:

Uma equipa de médicos norte-americanos afirma que as células stem (‘células-mãe’) do sangue do cordão umbilical podem tratar danos cerebrais causados por acidentes vasculares cerebrais. Estas células poderão também vir a ser úteis no tratamento de outras doenças como a doença de Parkinson ou a doença de Huntingdon.
 

 

Uma equipa da University of South Florida “educou” células stem do sangue do cordão umbilical humano de forma a tornarem-se células nervosas imaturas. Estas células foram depois injectadas em ratos que tinham sofrido acidentes vasculares cerebrais e os resultados foram surpreendentes.
 

 

As células stem injectadas conseguiram migrar para as zonas cerebrais danificadas e transformar-se em células do cérebro, sarando assim a “ferida” causada pelo ataque cerebral. Em duas semanas apenas os ratos tratados tinham comportamentos muito semelhantes aos ratos saudáveis, quando eram submetidos a testes neurológicos.
 

 

Têm já sido usadas células da medula óssea para tratar danos cerebrais em animais mas este novo método traz mais vantagens, nomeadamente a menor probabilidade de rejeição das células umbilicais, entre outras.
 

 

Helder Pereira
 

MNI - Médicos Na Internet
 

 

Fonte: New Scientist

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.