O consumo de álcool na meia-idade e o risco de AVC

Estudo publicado na revista “Stroke”

06 fevereiro 2015
  |  Partilhar:

O elevado consumo de bebidas alcoólicas na meia-idade constitui um fator de risco maior para o acidente vascular cerebral (AVC) do que a diabetes ou hipertensão, indica um estudo recente.

 

Os resultados do estudo conduzido pelo Centro Internacional de Estudos Clínicos do Hospital da Universidade de St. Anne na República Checa revelaram que o consumo de mais de duas bebidas alcoólicas por dia na meia-idade faz aumentar o risco de AVC em mais de um terço.

 

Para o estudo, Pavla Kadlecová e uma equipa de investigadores analisaram dados de 11.644 gémeos do mesmo sexo do Registo Sueco de Gémeos, os quais foram acompanhados ao longo de 43 anos, até 2010.

 

Entre 1967 e 1970, os participantes com menos de 60 anos de idade completaram um questionário sobre dieta, a partir do qual os investigadores puderam apurar os hábitos relativos ao consumo de bebidas alcoólicas dos mesmos.

 

Os participantes foram divididos em três grupos, de acordo com o seu consumo de bebidas alcoólicas: leve (meia bebida alcoólica por dia), moderado (até duas bebidas por dia) e elevado (mais de duas bebidas diárias).

 

A análise dos dados clínicos dos participantes ao longo do período de monitorização incluiu a pressão arterial, hábitos de tabagismo, diabetes, causas de morte e informação sobre altas hospitalares. A equipa apurou que durante os 43 anos quase 30% dos participantes sofreu um AVC.

 

Foi descoberto que os participantes com um consumo elevado de bebidas alcoólicas apresentavam possibilidades 34% maiores de sofrerem um AVC do que os do grupo do consumo moderado. Foi igualmente apurado que os participantes que exibiam um consumo elevado de bebidas alcoólicas aos 50 e 60 anos de idade apresentavam a possibilidade de sofrer um AVC cinco anos antes dos consumidores leves.

 

Os participantes que tinham tido um AVC consumiam mais bebidas alcoólicas do que os seus irmãos gémeos que não tinham sofrido um AVC. Isto significa que o consumo elevado de bebidas alcoólicas na meia-idade faz aumentar o risco de AVC, independentemente de fatores genéticos.

 

A equipa determinou, ao comparar os efeitos do álcool com os da hipertensão e diabetes sobre o risco de AVC, que o álcool era um fator de risco maior durante a meia-idade. No entanto, em pessoas de 75 ou mais anos, os maiores fatores de risco para a doença eram a hipertensão e a diabetes.

 

“Agora temos uma ideia clara sobre estes fatores de risco, a forma como mudam com a idade e como é que a influência de beber álcool se altera à medida que vamos envelhecendo. Para os adultos de meia-idade, evitar consumir mais de duas bebidas alcoólicas por dia poderá ser uma forma de evitar um AVC mais tarde (na casa dos 60) ”, comentou Pavla Kadlecová.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.