Número de óbitos supera o do nascimento em Portugal

Dados do Instituto Nacional de Estatística

17 setembro 2008
  |  Partilhar:

Pela primeira vez em 90 anos, o número de óbitos registado no ano passado em Portugal foi superior ao dos nascimentos, segundo os indicadores demográficos relativos a 2007 divulgados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística.
 

 

No ano passado morreram em Portugal 103.512 pessoas, enquanto o número de nascimentos não foi além dos 102.492, o que representa um saldo natural negativo de 0,01%.
 

 

As estatísticas confirmam o abrandamento do crescimento populacional e a tendência de envelhecimento demográfico, já que diminuiu, mais uma vez, o número de nados vivos (menos 2.957 do que em 2006), aumentando o número de óbitos (mais 1.522).
 

 

A taxa de crescimento efectivo fixou-se nos 0,17%, só não sendo negativa devido ao ligeiro aumento da população imigrante no país, que cresceu 0,18% em 2007.
 

 

Até agora, só uma vez, em 1918, coincidindo com a epidemia de gripe espanhola, o número de óbitos registado em Portugal tinha sido superior ao total de nascimentos.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.