Número de médicos por 100 mil habitantes sobe 1,5 % em 2004

Dados do Instituto Nacional de Estatística

28 dezembro 2005
  |  Partilhar:

 

A percentagem de médicos por habitante em Portugal aumentou 1,5 por cento no ano passado, havendo 334 clínicos por cada 100 mil residentes, segundos dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Já quando comparado com 2000, a subida do número de médicos foi de 5,4 por cento.
 

O relatório "Indicadores Sociais 2004" revela ainda que houve um decréscimo do número de centros de saúde devido à fusão de algumas unidades, mas sem se ter verificado uma diminuição das áreas de cobertura. No total, existiam em Portugal no ano passado 376 centros de saúde.
 

 

Quanto às principais causas de morte, o documento refere que as doenças do aparelho circulatório continuam a estar no topo (37,6 por cento dos óbitos), dados referentes a 2003, que são os mais recentes. Em segundo lugar surgem os tumores malignos, responsáveis por 20,8 por cento das mortes.
 

 

Em 2004, a taxa de mortalidade infantil diminuiu 0,3 por cento em relação a 2003, mas o número de nados vivos foi também inferior (menos 2,9 por cento).
 

 

Os "Indicadores Sociais 2004" referem ainda que os números de casos de Sida diagnosticados no ano passado (642 no total) foram 22,7 por cento abaixo dos verificados em 2003.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.