Número de medicamentos à venda fora das farmácias vai ser alargado

Declarações do ministro da Saúde

07 março 2006
  |  Partilhar:

O ministro da Saúde, Correia de Campos, admitiu o alargamento do número de medicamentos não sujeitos a receita médica à venda fora das farmácias para corresponder à procura dos consumidores. O ministro da Saúde adiantou que a lista de medicamentos disponível nos postos de venda é considerada "muito restritiva" pelos consumidores, admitindo haver "vários factores e várias áreas que podem ser melhoradas, nomeadamente a lista [de medicamentos] que é possível dispensar neste momento nestas lojas".Segundo Correia de Campos, o Governo está a analisar "caso a caso, medicamento a medicamento, aqueles que podem vir a engrossar as prateleiras destas lojas"."Cada medida pode ser aperfeiçoada com base na experiência e esta é uma delas", afirmou o ministro, admitindo ainda a "fragmentação" em duas classes da lista de produtos vendidos sem receita médica. Uma das classes deverá integrar os medicamentos que não colocam quaisquer problemas de segurança e que possam até ser vendidos em lojas mais pequenas. Fonte: Lusa MNI- Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.