Número de Interrupções Médicas de Gravidez é desconhecido

II Reunião de Comissão Técnicas de IMG

03 abril 2006
  |  Partilhar:

 

Em Portugal não se sabem, ao certo, os números das Interrupções Médicas de Gravidez (IMG) legais, feitas no Sistema Nacional de Saúde (SNS), refere o jornal Diário de Notícias.
 

 

Um artigo publicado no fim-de-semana no jornal “Diário de Notícias” refere não existirem dados concretos sobre o número de IMG feitas pelo SNS em 2004. Consoante a fonte consultada, refere o mesmo jornal - que esteve presente na II Reunião de Comissão Técnicas de IMG - os números variam e podem chegar a uma diferença de 310 abortos.
 

 

O problema com as interrupções médicas da gravidez (IMG) não se fica pela ausência de conhecimento claro sobre a sua dimensão. As disparidades entre hospitais são outra realidade, apontaram os especialistas nacionais reunidos no Porto, no fim-de-semana passado.
 

 

O problema de disparidades entre hospitais, nos critérios usados para aceitar ou negar pedidos de aborto, no quadro legal, esteve em cima da mesa. O médico Miguel Oliveira e Silva, que abordou a questão do ponto de vista ético, assinalou que, de acordo com os números de 2004, "16 hospitais do Sistema Nacional de Saúde não realizaram qualquer IMG por causa materna". E deixou no ar a pergunta a que ninguém soube responder: "Porquê?"
 

 

Fonte: Diário de Notícias
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.