Número de internamentos por Gastroenterite grave por rotavírus é metade da média europeia

Dados apresentados na reunião portuguesa do rotavírus

25 junho 2008
  |  Partilhar:

Apenas uma em cada 98 crianças portuguesas é internada devido a Gastroenterite grave por rotavírus, quase metade da média europeia (uma em cada 54), o que mostra o cuidado dos médicos nacionais em evitar contágios, de acordo com dados divulgados esta semana na reunião portuguesa do rotavírus, uma iniciativa da Sociedade Portuguesa de Pediatria.
 

 

Henedina Antunes, da Sociedade Portuguesa de Pediatria, fez uma revisão dos 17 trabalhos existentes em Portugal sobre o rotavírus e extrapolou os dados, uma vez que ainda não há uma investigação em todo o país.
 

 

Dados de 2005 citados pela especialista indicam que os valores de internamento variam entre 629,63 e 2.342,38 euros por criança, sendo a mediana de tempo de internamento de cinco dias.
 

 

De acordo com declarações da especialista à agência Lusa: "É muito difícil que o rotavírus não se propague a outras crianças mesmo tomando todos os cuidados. Em Portugal há um grande esforço para recorrer a internamentos em unidades de curta duração e talvez isso tenha a ver com o cuidado dos pediatras. Se for confirmado é um dado interessante e que pode mostrar a inteligência dos médicos portugueses".
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.