Número de enfermeiros em Lisboa e Vale do Tejo diminuiu em 2010

Dados da Administração Central dos Sistemas de Saúde

06 setembro 2011
  |  Partilhar:

O número de enfermeiros a trabalhar na Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) diminuiu 6,7% em 2010, face a 2009, segundo dados da Administração Central dos Sistemas de Saúde (ACSS), citados pela agência Lusa.

 

De acordo com o relatório da ACSS sobre o desempenho dos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES), em 2010 trabalhavam na ARSLVT 2.261 enfermeiros. No ano anterior existiam 2.423 enfermeiros na ARSLVT.

 

A Ordem dos Enfermeiros, citada pela Lusa, refere que o rácio de utentes/enfermeiros está muito aquém do considerado ideal pela Organização Mundial de Saúde. Exemplificando com dados das portarias que criaram os ACES, a Ordem dos Enfermeiros afirma que o ACES Lisboa Central tinha em 2009 um rácio de um enfermeiro para 1.836 utentes. Numa análise realizada com base nas portarias, a Ordem dos Enfermeiros concluiu que “este ACES era um dos piores em termos de rácio enfermeiro/habitante”.

 

“Já a ARSLVT possuía os valores mais preocupantes do país em matéria de recursos humanos e no que diz respeito aos enfermeiros”, acrescenta o texto.

 

A Ordem dos Enfermeiros lembra que a OMS defende um enfermeiro para cada 400 famílias (cerca de 1.200 pessoas).“Todos os ACES da ARSLVT possuem rácios superiores a 1.200 utentes”, assegura a Ordem.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.