Número de desfibrilhadores em locais públicos aumentou mais de dez vezes num ano

Dados do Instituto Nacional de Emergência Médica

24 agosto 2011
  |  Partilhar:

O número de aparelhos de desfibrilação, destinados a socorrer pacientes com paragens cardíacas, existentes em locais públicos aumentou mais de dez vezes desde o ano passado, com 223 aparelhos em funcionamento, revela um relatório do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), citado pela agência Lusa.

 

O relatório, a que a agência Lusa teve acesso, indica que de 19 desfibrilhadores automáticos externos existentes em 2010, o número aumentou para 223, em números relativos ao início do mês de Agosto. O número de locais públicos com aparelhos de desfibrilhação também aumentou de 13 em 2010 para 152 em 2011.

 

O programa de Desfibrilhação Automática Externa (DAE) foi instituído por decreto-lei em 2009, prevendo a colocação de aparelhos em locais públicos, com a possibilidade de serem utilizados por pessoas que não são médicos, desde que com formação adequada.
Se em 2010 havia 90 pessoas avalizadas para utilizar os aparelhos, hoje esse número aumentou para 7031. No ano passado, o INEM começou a receber programas de DAE, que aumentaram de 9 para 85 licenciados.

 

Hotéis, centros comerciais, companhias aéreas e várias empresas contam-se entre os locais que têm aparelhos desfibrilhadores portáteis, que permitem, através de eléctrodos colocados no tórax de uma vítima suspeita de paragem cardíaca, ler o ritmo do coração e recomendar ou não a administração de choques eléctricos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.