Número de camas e consultas de pneumologia são insuficientes

Relatório do Observatório Nacional de Doenças Respiratórias

02 novembro 2009
  |  Partilhar:

Dado o peso das doenças respiratórias nos internamentos, o número de camas hospitalares e de consultas nas unidades de pneumologia é insuficiente, revela um relatório do Observatório Nacional de Doenças Respiratórias (ONDR), ao qual a agência Lusa teve acesso.

 

O quinto relatório do ONDR revelou que, entre 2003 e 2008, os internamentos hospitalares por doença respiratória aumentaram cerca de 15% e foram os responsáveis por mais de 19% das hospitalizações ocorridas no ano passado.

 

Nos hospitais existem 589 camas em serviços ou unidades de pneumologia, o que representa apenas 2,7% das camas hospitalares, o que, de acordo com o documento, "parece bastante insuficiente face ao peso das doenças respiratórias no internamento". Dessas camas, 311 estão em hospitais centrais e as restantes em hospitais distritais.

 

Outro ponto negativo apontado pelo relatório do ONDR é o facto de o número de consultas hospitalares de pneumologia ser também "claramente insuficiente". Existe um pneumologista para cada 21.283 portugueses, um número "claramente inferior" ao de outras especialidades, como a cardiologia (1/13.819 habitantes), pediatria (1/7.260) ou medicina interna (1/6.354).

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.