Novos anti-psicóticos têm os mesmos riscos que os antigos para Enfarte do Miocárdio

Estudo publicado no “New England Journal of Medicine”

20 janeiro 2009
  |  Partilhar:

Os novos medicamentos anti-psicóticos não são mais seguros que os mais antigos no que diz respeito ao risco de morte súbita devido a problemas cardíacos.  

 

O novo estudo, publicado no “New England Journal of Medicine”, foi conduzido num grupo muito amplo de adultos, com uma idade média de 46 anos e vários problemas psiquiátricos.  

 

Investigadores da University School of Medicine, liderados por Wayne Ray, analisaram 15 anos de registos de doentes que tomavam fármacos anti-psicóticos (44 218 pessoas) ou que já tinham tomado a medicação (46 089 pessoas). A análise também incluiu 186 mil pessoas que não tomavam estes medicamentos, mas que apresentavam as mesmas características etárias e de risco cardíaco.  

 

A investigação apurou que, quer a toma dos medicamentos mais antigos quer a dos mais recentes duplicou o risco de morte por enfarte do miocárdio, em comparação com os indivíduos que não tomavam medicação. Foi apurada uma taxa de três mortes por ano por cada mil doentes.  

 

Nos anti-psicóticos novos incluem-se a olanzapina, quetiapina e risperidona, enquanto o haloperidol e a tioridazina pertencem à classe mais antiga.  

 

Em declarações ao sítio “The Boston Globe”, o investigador Wayne Ray aconselha os doentes a não pararem a medicação e a consultarem um médico para saber se existem fármacos alternativos para a sua doença. Adianta o especialista que os doentes com esquizofrenia não têm grandes alternativas aos anti-psicóticos; por isso, recomenda que se façam exames ao coração antes de tomar a medicação.  

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.