Novo tratamento para o cancro da próstata evita intervenções cirúrgicas

Estudo publicado no "British Journal of Cancer"

06 julho 2009
  |  Partilhar:

Dois hospitais britânicos desenvolveram um novo tratamento para o cancro da próstata, que evita as intervenções cirúrgicas, revela um estudo publicado no "British Journal of Cancer" ao qual a agência Lusa teve acesso.

 

Neste novo tratamento, desenvolvido por investigadores do University College Hospital e do Princess Grace Hospital, os pacientes recebem uma anestesia geral e são submetidos a ultra-sons de alta intensidade que geram temperaturas entre os 80 e 90 ºC, matando com precisão as células tumorais.

 

Segundo o estudo, 78% dos 172 pacientes que foram submetidos a esta nova terapia puderam regressar a casa cinco horas após o tratamento. Para além disso, o estudo constatou que em 92% dos 159 pacientes que foram examinados um ano após a realização daquele tipo de tratamento não foi detectado qualquer sinal da doença.

 

Os investigadores verificaram igualmente que os homens submetidos a esta terapia manifestaram menos efeitos secundários do que os doentes sujeitos a intervenções cirúrgicas. Menos de um 1% dos homens sofriam de incontinência, nenhum teve problemas intestinais e entre 30 e 40% ficaram impotentes.

 

Por seu turno, entre 5% e 20% dos doentes submetidos a intervenções cirúrgicas ou a radioterapia sofrem de incontinência e cerca de 50% sofrem de impotência. A radioterapia pode também causar outros efeitos secundários, como diarreia a hemorragias, em um em cada cinco pacientes.

 

Hashim Ahmed, principal autor do estudo, revela que “esta técnica de ultra-sons pode vir a desempenhar um papel importante no tratamento dos doentes com cancro precoce da próstata, com menores efeitos secundários”. Contudo, o cientista faz a ressalva de que é necessária a realização de mais estudos, com um maior número de pacientes, para comparar os tratamentos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.