Novo teste à urina mostra-se eficaz nos homens

Estudo publicado no "British Medical Journal"

31 julho 2009
  |  Partilhar:

Um simples teste à urina poderá ser suficiente para detectar Clamídea nos homens e, por consequência, diminuir o risco de transmissão desta infecção às suas parceiras sexuais, revela um estudo publicado no “British Medical Journal”.

 

Actualmente, a infecção por Clamídia é diagnosticada através de testes que amplificam os ácidos nucleicos, tais como a reacção em cadeia da polimerase (PCR). Contudo, estes testes são dispendiosos, tecnicamente complexos e podem demorar vários dias para obtenção de resultados.

 

Um estudo anterior demonstrou que o teste à urina, denominado de “Chlamydia rapid test” (teste rápido à Clamídea), produzia resultados rápidos e precisos em mulheres.

 

Para este estudo, os investigadores britânicos utilizaram amostras de urina de 1.200 homens, com idades compreendidas entre os 16 e os 73 anos, e compararam a eficácia dos dois métodos.

 

O estudo revelou que o teste rápido tinha um elevado grau de sensibilidade (82,6%)e especificidade (98,5%), proporcionando os resultados dentro de uma hora. A rápida disponibilidade dos resultados significa que os pacientes podem ser tratados mais cedo, afirmam os investigadores. Desta forma, o teste poderá ajudar a reduzir os riscos de infecção e transmissão da Clamídia, acrescentam os autores do estudo.

 

Caso não seja tratada, a Clamídia pode causar infecções graves em mulheres, incluindo doença inflamatória pélvica, infertilidade e gravidez ectópica. Estudos recentes têm também sugerido que a infecção por Clamídia, caso não seja tratada, pode causar infertilidade nos homens.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.