Novo portal do Serviço Nacional de Saúde

Portal está dividido em quatro grandes áreas

03 fevereiro 2016
  |  Partilhar:

Esta semana o Serviço Nacional de Saúde (SNS) lançou um portal, que inclui toda a informação existente sobre saúde, promovendo a participação dos utentes e o escrutínio de tudo o que é feito nesta área.
 

Segundo a notícia avançada pela agência Lusa, o novo sítio, www.sns.gov.pt, está dividido em quatro grandes áreas estruturais: SNS, institucional, cidadão e profissional.
 

A primeira contém toda a informação de saúde que no passado estava dispersa, a segunda tem a visão das instituições, política de saúde e toda a informação relativa ao Ministério, a terceira dirige-se a todos os cidadãos e inclui toda a parte do portal do utente e o registo online, e a última pretende dar respostas aos profissionais relativamente as todas as suas necessidades.
 

Através do portal é possível acompanhar ao segundo as atualizações dos tempos de espera para urgências, das listas de espera, das vacinas ou dos gastos com medicamentos, bem como consultar dados relativamente a um determinado ano.
 

Até agora não era fácil encontrar este tipo de informação, porque não havia ainda uma biblioteca de dados do SNS, sendo objetivo desta iniciativa criar essa biblioteca com dados quantificáveis para o cidadão, segundo os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).
 

O ministro da Saúde sublinhou que o objetivo do portal “é estabelecer uma relação diferente com os cidadãos, os dirigentes e os responsáveis” e que este permite um “diálogo e transferência para o cidadão da possibilidade de diariamente interpelarem a tutela ou os serviços”.
 

A transparência é também um dos principais objetivos da criação de um portal desta dimensão, que tem como objetivo disponibilizar toda a informação relativa ao acesso, à eficiência, à qualidade e à saúde dos portugueses.
 

“Estamos online e a nossa responsabilidade política também está online. É um serviço de cidadania responsável e serviço púbico, pois permite, por exemplo, acompanhar o tempo de demora nas urgências ou se os tempos de resposta garantidos para as listas de espera estão a ser assegurados”, disse Adalberto Campos Fernandes.
 

O portal SNS contém mais de 180 variáveis médicas quantificáveis e relativas às mais diversas áreas, como transplantação, vacinação, urgências, emergência pré-hospitalar, consultas, internamentos ou partos, entre outras, permitindo inclusivamente cruzar dados, por exemplo, da vacinação com as Unidades de Saúde Familiar.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.