Novo óleo de cozinha faz emagrecer

Cientistas criam nova arma no combate ao excesso de peso

10 junho 2003
  |  Partilhar:

O habitual é associarmos o óleo de cozinha a mais calorias, e por conseguinte, mais algumas gramas de peso. Mas, um grupo de cientistas canadianos conseguiu a proeza de criar um óleo para fritar que ao invés de engordar promove o emagrecimento.
 

 

Durante 27 dias, os voluntários do sexo masculino que experimentaram o novo óleo perderam em média meio quilo durante o estudo, mesmo ingerindo a mesma quantidade de óleo que os outros, que receberam óleo de cozinha convencional. No entanto, as mulheres-voluntárias não obtiveram o mesmo sucesso: nenhuma delas perdeu peso.
 

 

Esse óleo, denominado de «óleo funcional», é na verdade uma mistura de vários óleos, principalmente tropicais, como o óleo de coco e o de palma, além do azeite e o do óleo de semente de linho.
 

 

Os investigadores da McGill School of Dietetics, em Montreal, no Canadá, disseram que a mistura de óleos é enviada directamente para o fígado e queimada. Nos óleos convencionais, no entanto, são «absorvidos no corpo» sob a forma de gordura.
 

 

O óleo foi desenvolvido pela empresa Forbes Medi-Tech, que financiou o projecto, mas não deve chegar aos supermercados antes de ser testado em novas investigações. Enquanto os óleos convencionais contêm gorduras chamadas de triglicérides de «cadeia longa», o «óleo funcional» contém triglicérides de «cadeia média», que seriam decompostos mais facilmente.
 

 

Os indivíduos que participaram no estudo tinham em média 11,4 quilos acima do peso ideal antes do início dos testes.
 

 

Durante a pesquisa todos comeram uma dieta típica americana ou canadiana, por exemplo esparguete com almôndegas ou torrada com maple syrup, ou xarope de ácer ( doce feito do sumo limpo e engrossado da casca de ácer, uma árvore canadiana).
 

 

Para o professor Peter Jones, que liderou a investigação, a perda de peso com o novo óleo poderia continuar ao longo de um ano inteiro, apesar de o estudo ter sido feito apenas durante um mês. «Esse óleo não é armazenado no corpo e aumenta o metabolismo, o que é essencial para manter um peso saudável.»
 

 

Os testes mostraram também que a mistura de óleos reduziu o colesterol até 13 por cento. O resultado do estudo foi publicado em quatro revistas científicas.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.