Novo norovírus canino descoberto

Estudo da Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viseu

06 novembro 2013
  |  Partilhar:

Um docente da Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viseu (IPV) descobriu um novo norovírus canino.
 

O IPV explicou, em comunicado, que os “norovirus” humanos “são hoje reconhecidos como a mais frequente causa de gastroenterite aguda por surtos alimentares, e a causa mais comum de doença entérica (dos intestinos) esporádica, superando qualquer agente bacteriano”.
 

A sua mais importante via de transmissão é o contacto pessoa a pessoa e o consumo de alimentos contaminados, mas é também equacionada a possibilidade de transmissão entre os animais e o homem.
 

“Até muito recentemente nada se sabia sobre a existência destes vírus em cães, os quais representam um elevado risco de transferência zoonótica, dado o seu contacto próximo com os humanos em muitas sociedades de todo o mundo”, refere o IPV.
 

Após “um exaustivo estudo” para avaliar “o papel da população de cães como reservatório animal para ‘norovirus’ no homem”, a descoberta acabou por ser feita por João Mesquita, investigador da Escola Superior Agrária de Viseu.
 

Em colaboração com a Universidade do Porto e o Centers for Disease Control and Prevention, dos Estados Unidos, João Mesquita descreve, pela primeira vez, a existência de um “norovirus” canino. A estirpe ganhou o nome “Viseu”, dado o local da sua descoberta.
 

O investigador concluiu que “o vírus tem uma elevada variabilidade genética e antigénica graças à sua elevada taxa de mutação, o que é sugestivo de uma elevada adaptabilidade do vírus ao hospedeiro”.
 

O projeto envolveu a análise de amostras biológicas de 15 países da Europa e dos Estados Unidos e, segundo o IPV, “demonstrou que o novo vírus está a ser excretado por todo o país e a ser transportado entre países da Europa, através da movimentação dos animais entre fronteiras”.
 

Análises realizadas em soros humanos demonstraram ainda que “a população humana teve contacto prévio com este vírus, sugerindo a possibilidade de ocorrer a transmissão ao homem”, acrescenta.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.