Novo ministro da Saúde estima que défice de 2001 suba aos 417 MC
29 junho 2001
  |  Partilhar:

O ministro da Saúde indigitado, António Correia de Campos, chega a uma pasta que classificou de "fatigante" pouco tempo depois de haver estimado que o défice acumulado da Saúde será de 417,2 milhões de contos em 2001.
 

 

As estimativas de Correia de Campos foram divulgadas em Maio, altura em que o novo titular da pasta avançou ainda que o défice acumulado do Serviço Nacional de Saúde se poderia agravar substancialmente em 2002, ultrapassando os 550 milhões de contos.
 

 

O crescimento das contas na Saúde é algo que o novo governante não tem dúvidas de que irá continuar, tendo afirmado a 4 de Junho, em entrevista à Agência Lusa, que "o défice acumulado da Saúde vai continuar descontrolado durante mais alguns anos".
 

 

Em Abril, também em entrevista à Lusa, o actual novo ministro sublinhara que a centralização do governo em Lisboa e, sobretudo, a centralização da própria estrutura do Ministério da Saúde, tornam este sector "difícil de gerir e fatigante".
 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.