Novo método de transplante de medula dá mais segurança

Sistema poderá ser usado em casos de leucemia

25 outubro 2005
  |  Partilhar:

Um grupo de médicos norte-americanos da Universidade de Stanford descobriu um método que permite que os transplantes de medula sejam mais seguros e eficazes contra certos tipos de cancro como a leucemia. Os investigadores desvendaram um sistema que permite preparar o indivíduo para aceitar a nova medula, enquanto são anuladas partes do sistema imunitário que teriam atacado a medula. Para conseguir os resultados desejados, os especialistas utilizam uma combinação de radiações de baixa intensidade - durante um prazo de duas semanas - e tratamentos curtos com fármacos que anulam o sistema imunitário.A novidade de Stanford pode permitir que esses transplantes - que melhoram as taxas de sobrevivência entre crianças e adolescentes com cancro - estejam disponíveis de forma mais generalizada para doentes idosos, que normalmente não respondem tão bem a essas intervenções. A nova técnica também permite que o corpo do receptor aceite tecidos de outra pessoa sem ter de depender em excesso das injecções contra as rejeições. O estudo foi publicado na revista especializada New England Journal of Medicine.MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.