Novo medicamento para cancro da mama é mais seguro

Novo medicamento brevemente disponível

02 março 2001
  |  Partilhar:

Uma nova terapia para o tratamento do cancro da mama foi desenvolvida e mostra-se menos tóxica em termos cardíacos. Este novo medicamento corresponde à substância doxorubicina, normalmente usada em pacientes com cancro da mama, encapsulada em pequenos sacos lipídicos, denominados lipossomas.
 

 

A doxorubicina danifica os vasos sanguíneos do coração em cerca de 5% dos doentes que tomam a dose máxima recomendada. Num estudo recente, conduzido por investigadores canadianos, comparou-se a eficácia e toxicidade da doxorubicina com e sem o envolvimento dos lipossomas.
 

 

Os resultados mostraram que só 6% das pacientes que tomaram o novo medicamento desenvolveram problemas cardíacos, em comparação com 21% às quais foi administrada a forma comum da doxorubicina.
 

 

Em termos de eficácia os dois medicamentos são equivalentes. Foi observada uma resposta total ou parcial a ambos os tratamentos em 43% das pacientes.
 

 

Os investigadores afirmam que o medicamento já foi aprovado na Europa e que estará disponível em Abril.
 

 

Fonte: Reuters Health
 

 

Adaptado por
 

Helder da Cunha Pereira
 

MNI – Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.