Novo fármaco reverte tumores em estado avançado

Estudo publicado na revista “Clinical Cancer Research”

24 maio 2010
  |  Partilhar:

Um vírus inofensivo (reovírus) encontrado nos sistemas respiratório e gástrico pode ser uma nova arma que contribui para o sucesso dos tratamentos de radioterapia mesmo em tumores em estado avançado, segundo indica um estudo britânico publicado na revista “Clinical Cancer Research”.

 

Diz o estudo, liderado por Kevin Harrington, do Institute of Cancer Research, em Londres, que o tratamento conjunto com radioterapia reduziu o tamanho dos tumores ou bloqueou o seu crescimento, mesmo numa fase avançada da doença, em todos os casos analisados.

 

Os 23 pacientes avaliados no ensaio clínico apresentavam tumores de diferentes tipos, incluindo do pulmão, intestino, ovários e pele. Todos os pacientes tinham deixado de responder positivamente aos tratamentos tradicionais, mas diziam sentir algum alívio para a dor com o tratamento de radioterapia.

 

Durante o estudo, os doentes receberam entre 2 a 6 aplicações intravenosas com doses crescentes do medicamento Reolysin, produzido com partículas do reovírus, para acompanhar a radioterapia.

 

O reovírus é incapaz de se reproduzir nas células saudáveis, devido a uma enzima denominada PKR. Esta enzima é suprimida nas células cancerígenas e, por isso, o reovírus pode reproduzir-se na célula cancerígena e matá-la.

 

O principal objectivo do estudo era testar a segurança do tratamento, mas os investigadores também mediram o comportamento dos tumores. Em todos os pacientes observados foi verificado que o tumor parara de crescer ou diminuíra de tamanho.
 

Sobre os efeitos secundários relacionados com o tratamento, a equipa de cientistas deu nota, no jornal “Telegraph”, de serem ligeiros e descritos anteriormente por pacientes submetidos só a radioterapia.

 

A próxima fase do estudo será a de avaliar os efeitos do tratamento em doentes oncológicos recém-diagnosticados.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.