Novo fármaco pode reduzir sequelas de AVCs

NXY-059 avaliado em mais de 1,7 mil pacientes

02 março 2006
  |  Partilhar:

 

Um novo medicamento poderá reduzir os riscos de sérias deficiências físicas provocadas pelos AVCs, segundo testes feitos por cientistas escoceses.
 

 

Uma equipa de cientistas da University of Glasgow avaliou dados do uso do medicamento conhecido como NXY-059 em mais de 1,7 mil pacientes de 154 hospitais espalhados pelo mundo. O fármaco actua na diminuição dos danos cerebrais logo após um AVC.
 

 

Nos testes conduzidos, os pacientes eram examinados quando davam entrada no hospital, cerca de seis horas depois de desenvolverem os primeiros sintomas do problema. A metade deles recebeu tratamento com medicamentos tradicionais e para os restantes foi incluído o NXY-059.
 

 

"Os pacientes que receberam esse novo medicamento tiveram mais probabilidades de uma recuperação total em três meses", explicou o professor Kennedy Lees, chefe da equipa de investigadores. E acrescentou: "As probabilidades dos que foram tratados com NXY-059 de evitar deficiências físicas de longo prazo foram cerca de 20% maiores."
 

 

O professor referiu que os resultados mostraram ser possível tratar do AVC depois do prazo de três horas desde o início dos sintomas. Segundo o especialista, os testes também sugeriram que o medicamento pode reduzir os riscos de hemorragia associada aos fármacos destinados a combater a formação de coágulos. No entanto, o novo medicamento ainda pode demorar muitos anos para chegar ao mercado.
 

 

Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.