Novo fármaco ajuda estatinas na redução do mau colesterol

Estudo publicado no “New England Journal of Medicine”

15 março 2010
  |  Partilhar:

Uma substância experimental, denominada "eprotirome", que imita uma hormona produzida pela glândula tiróide, reduz significativamente os níveis de mau colesterol (LDL) em pacientes que já fazem medicação com estatinas, de acordo com um estudo clínico publicado no “New England Journal of Medicine” (NEJM).

 

O estudo, liderado por Bo Angelin, do Karolinska Institutet, na Suécia, foi realizado numa amostra de 168 pacientes.

 

Durante três meses, os voluntários receberam, adicionado ao tratamento de estatinas, "eprotirome" de 25, 50 e 100 miligramas, ou um placebo. Após a experiência, os cientistas analisaram os níveis do bom colesterol e do mau colesterol, triglicéridos e da lipoproteína e encontraram reduções dos níveis de LDL de 22, 28 e 32%, respectivamente. Nos indivíduos que tomaram placebo, a redução do nível de LDL foi de apenas 7%.

 

Os investigadores sublinham, no entanto, que estes resultados indicam apenas que a "eprotirome" pode ser um complemento promissor para a terapia com estatinas ou um substituto para aqueles que não toleram os seus efeitos secundários.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.