Novo exame ao cérebro detecta doença bipolar

Distúrbio poderá ter diagnóstico mais fiável

24 janeiro 2005
  |  Partilhar:

O distúrbio bipolar, uma doença mental caracterizada por grandes mudanças de humor e às vezes diagnosticada erradamente, pode ser identificável por anormalidades químicas visíveis no cérebro dos pacientes, de acordo com um estudo da Radiological Society of North America.
 

 

O estudo da Mayo Clinic usou um equipamento de ressonância magnética de alta potência que tinha o dobro da força do campo magnético dos equipamentos usados anteriormente para examinar o cérebro de pacientes bipolares, informou a rede de notícias norte-americana MSNBC.
 

 

Nas imagens pormenorizadas do cérebro feitas a 42 adultos, metade dos quais tinha sido previamente diagnosticada como bipolar, mostrou níveis consistentemente diferentes de cinco químicos em áreas do cérebro que controlam o comportamento, movimento, visão, leitura e informações sensoriais.
 

 

O distúrbio bipolar é difícil de diagnosticar porque os indivíduos podem esconder os sintomas da doença ou podem reconhecer apenas a depressão, e não a fase maníaca do distúrbio, disse o radiologista da Mayo Clinic, John Port.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar