Novo estudo sobre os efeitos do uso do telemóvel

Conheça os resultados...

30 agosto 2005
  |  Partilhar:

Um novo estudo sobre possíveis efeitos prejudiciais associados ao uso do telemóvel, publicado ontem no British Journal of Cancer, concluiu que usar o telemóvel ao longo de dez anos não faz aumentar o risco de tumor no nervo que liga o ouvido ao cérebro. Ainda assim, os investigadores lembram que não se pode excluir a hipótese de aumento do risco da doença se a utilização for superior ao período analisado.Anthony Swedlow, do Institute of Cancer Research e um dos autores da investigação, afirmou: "Os resultados revelam que não existem riscos substanciais na primeira década de utilização do telemóvel", explicando, "A possibilidade de risco a longo prazo permanece desconhecida devido ao facto de esta ser uma tecnologia recente".A investigação britânica incidiu sobretudo no risco de aumento dos neurinomas do nervo acústico (situado junto ao local onde os telemóveis são encostados e portanto seria um dos primeiros a ser afectado) e incluiu ainda a análise do risco do desenvolvimento de outros tumores cerebrais, baseando-se em estudos feitos em Inglaterra, Dinamarca, Finlândia, Noruega e Suécia, países pioneiros na utilização dos telemóveis.Até agora nenhuma investigação provou que os aparelhos causem danos permanentes.Fonte: PúblicoMNI-  Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.