Novo composto aumenta vida dos órgãos para transplante

Estudo do King's College London

20 setembro 2010
  |  Partilhar:

Uma equipa de cientistas do King's College London, no Reino Unido, desenvolveu uma substância que pode ajudar a superar os diversos problemas que ocorrem durante o transplante de órgãos. A descoberta foi apresentada no British Science Festival, em Birmingham.

 

Embora o transplante de órgãos se pratique há mais de 50 anos, existe uma série de desafios significativos, tais como a escassez de dadores, preservação da qualidade do órgão e o risco de rejeição, tanto imediatamente após o transplante, como nos anos posteriores.

 

O trabalho realizado pela equipa britânica envolveu a criação de uma proteína terapêutica, denominada de “Mirococept”, que reduz o risco de o órgão ser danificado nas horas e dias após o transplante, mantendo a qualidade que o órgão tinha antes do mesmo.

 

A Mirococept, mimetiza proteínas localizadas nas superfície das células que regulam parte do sistema imunitário, o sistema do complemento.

 

Sob circunstâncias normais, estas proteínas limitam a actividade do sistema imunitário que normalmente ataca e tenta destruir as células de qualquer corpo estranho, incluindo as células de um órgão doado. Contudo, durante o processo de transplante estas proteínas saem da superfície das células devido à falta de fluxo sanguíneo e oxigenação. A utilização da Mirococep irá permitir manter assim a qualidade do órgão e evitar danos que podem ocorrer imediatamente após o transplante.

 

Até agora, só foi realizado um teste de segurança com a proteína para demonstrar que esta não danifica o órgão ou o paciente, mas já está a ser conduzindo um ensaio clínico para testar a sua eficácia e, segundo os investigadores, os resultados têm sido muito encorajadores. Na verdade, referem os cientistas, em comunicado de imprensa, se tudo correr bem, espera-se que o tratamento possa ser uma realidade dentro dos próximos cinco anos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.