Novo caso de febre aftosa proibe Irlanda do Norte de exportar carne
14 abril 2001
  |  Partilhar:

A Irlanda do Norte está proibida de exportar carne e os seus produtos derivados depois da descoberta de um segundo caso de febre aftosa, anunciou hoje o responsável das questões agrícolas do executivo norte-irlandês, Brid Rogers.
 

 

"É uma imensa loucura para toda a indústria agrícola do norte da Irlanda", comentou Rogers. "Devo dizer que neste momento a realização dos novos testes é de toda a urgência a fim de poder confirmar de novo que estamos bem longe de um foco de febre aftosa".
 

 

Depois da detecção de um caso de febre aftosa em Ardboe, serão abatidas 4 mil cabeças de gado e o executivo já anunciou que estão a ser pensadas novas medidas de combate à doença.
 

 

O governo britânico anunciou ainda que foi detectado um caso suspeito de peste suína no condado de Essex, em Inglaterra, numa propriedade perto de Colchester - não afectada pela febre aftosa - tendo sido de imediato isolada a zona e as transacções comerciais de animais ficaram suspensas.
 

 

No Outono passado, pela primeira vez em 14 anos, mais de 36.000 porcos tiveram que ser abatidos depois da descoberta de um caso de peste suína na Grã-Bretanha.
 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.