Novo avanço na prevenção da diabetes

Cientistas conseguem reeducar sistema imunitário em ratinhos

05 maio 2003
  |  Partilhar:

Investigadores australianos conseguiram, por manipulação genética, «reeducar o sistema imunitário» de ratinhos de laboratório de forma a prevenir um tipo vulgar de diabetes, doença crónica causada por uma insuficiente produção de insulina no pâncreas.
 

 

Os cientistas do Instituto de investigação médica Walter e Eliza Hall, cujos trabalhos foram publicados na edição de 01 de Maio da revista Journal of Clinical Investigation, afirmam ter conseguido, por manipulação genética, prevenir o surgimento da diabetes de tipo I em ratinhos fortemente predispostos para esta doença.
 

 

Segundo o instituto, serão necessárias novas experiências para completar as investigações, cujo objectivo é o de encontrar uma terapia eficaz para prevenir esta diabetes em seres humanos.
 

 

A diabetes de tipo I aparece geralmente em indivíduos jovens (daí que também seja conhecida como diabetes juvenil), onde ela se instala definitivamente. Pelo contrário, a diabetes de tipo II aparece geralmente em sujeitos de idade mais avançada e com excesso de peso (daí que também seja conhecida como diabetes gorda).
 

 

A doença tem na sua origem uma resistência à acção da insulina, associada a uma secreção insuficiente desta hormona. Na diabetes de tipo I, o pâncreas do doente não consegue segregar mais insulina, a única hormona capaz de fazer baixar a taxa de açúcar no sangue.
 

 

Sem insulina, o corpo deixa de conseguir regular a taxa de açúcar no sangue para as células, glicémia, que deve ser constante para que o organismo funcione correctamente.
 

Os investigadores Raymond Steptoe e Leonard Harrison começaram por prevenir a doença «reeducando o sistema imunitário», para que este não atacasse as células que produzem insulina. A sua estratégia consistiu em modificar geneticamente certas células sanguíneas para que estas desactivassem as células do sistema imunitário que atacam o sistema responsável pela produção de insulina.
 

 

Ainda que a técnica se revele eficaz em ratinhos, os ensaios em seres humanos poderão, no entanto, esperar anos, indicou Steptoe.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 1 Comentar

Diabetes tipo 2 Osteocalcina

Seria importante o médico pedir exame da taxa de osteocalcina para idoso para baixar a taxade glicose?

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.