Nova Zelândia proíbe dois medicamentos para tratamento de disfunção eréctil

Detectados componentes não declarados

12 outubro 2011
  |  Partilhar:

As autoridades da Nova Zelândia ordenaram a retirada de dois medicamentos para tratar a disfunção eréctil, depois de terem detectado componentes não declarados e potencialmente nocivos para a saúde, ou mesmo fatais, informaram fontes oficiais, citadas pela agência Lusa.

 

O ministro da Saúde, Kevin Woods, pediu aos distribuidores e vendedores que coloquem em quarentena os medicamentos "Get Stiff" e "Maxi Mize" e recomendou o abandono dos tratamentos imediatamente.

 

Segundo o mesmo responsável a decisão de retirar do mercado os dois produtos surgiu depois de terem sido detectadas quantidades elevadas de produtos nocivos para a saúde como o vardenafil, que pode interferir nos tratamentos para o coração e até causar a morte caso seja usado inadequadamente.

 

Kevin Woods disse que, desde 2009, as autoridades já detectaram 65 produtos adulterados para o tratamento da impotência ou disfunção eréctil.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.