Nova vacina para HPV protege contra 80% dos cancros do colo do útero

Estudo publicado no “Journal of the National Cancer Institute”

14 maio 2015
  |  Partilhar:
A nova vacina contra o vírus do papiloma humano (HPV) pode vir a prevenir 80% dos cancros do colo do útero nos EUA se for administrada a crianças de 11-12 anos, antes de estas serem expostas ao vírus, indica um estudo.
 
A investigação conduzida pelos Centros de Controlo e Prevenção de Doenças e pelo Instituto do Cancro Cedars-Sinai Samuel Oschin, EUA, teve por base sete registos oncológicos populacionais diferentes e 2.670 amostras de tecido de ADN de HPV.
 
De modo geral foi determinado que a nova vacina oferece uma proteção 13% superior à das primeiras vacinas lançadas no mercado, a Gardasil e a Cervarix.
 
Denominada Gardasil-9, a nova vacina pode proteger contra nove estirpes do vírus HPV, incluindo sete estirpes do HPV (16, 18, 31, 45, 52 e 58) causadoras de cancro. As vacinas Gardasil e Cervarix apenas oferecem proteção contra as estirpes 16 e 18 do HPV. 
 
Foi calculado que a nova vacina pode oferecer proteção contra quase 19 mil dos cancros diagnosticados nos EUA, incluindo o orofaríngeo, anal e do pénis. A Gardasil-9 protege contra 8% extra de cancros orofaríngeos, que são os segundos cancros mais comuns associados ao HPV. 
 
Comparativamente às primeiras vacinas, a vacina Garsasil-9 aumenta também, potencialmente, a proteção contra outros cancros relacionados com o HPV, como o da vulva (92% em relação a 71%), vaginal (98% em relação a 73%), do pénis (90% em relação a 76%) e anal (96% em relação a 87%).
 
“Este é o primeiro estudo abrangente do seu género e demonstra o potencial de não só reduzir globalmente os casos de cancro, mas também de orientar a tomada de decisão relativamente a vacinações infantis”, comenta Marc T. Goodman, diretor da Prevenção e Genética do Cancro no Instituto do Cancro Cedars-Sinai Samuel Oschin e autor principal do estudo. 
 
Os autores do estudo planeiam efetuar estudos adicionais no futuro para darem continuidade às suas estimativas relativamente à proteção oferecida pelas vacinas atuais contra os cancros associados ao HPV.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.