Nova terapia só ataca células cancerosas

Fármaco ainda está em fase de desenvolvimento

21 abril 2002
  |  Partilhar:

Investigadores do Reino Unido e dos Estados Unidos da América apresentaram publicamente um novo remédio de acção "destrutiva" que ataca somente as células doentes ou cancerígenas. Este tipo de terapia está ainda numa fase de desenvolvimento, mas é considerado já um amplo passo no campo da investigação médica.
 

 

No organismo, os anticorpos e as células T rastreiam os diferentes tipos de proteínas anormais - os antigéneos - mas não as reconhecem todas dentro da mesma categoria.
 

 

Há vinte anos, dois cientistas - um deles Prémio Nobel, o argentino César Milstein - descobriram os chamados anticorpos monoclonais, que podem detectar e destruir células doentes. Mas só muito recentemente esta descoberta teve aplicação no tratamento de doenças como o cancro da mama, leucemia e artrite. Dez destes remédios já estão à venda. Contudo, estas terapias só podem atacar os antigéneos na superfície da célula cancerígena, isto é, entre 10 a 15 por cento do total. Agora, os novos fármacos, chamados receptores monoclonais de células T, permitem atacar toda a célula doente.
 

 

A companhia britânica Avidex, de Oxfordshire, e a americana Sunol Molecular, da Florida, estão a desenvolver o revolucionário tratamento.
 

 

O doutor Bent Jakobsen, director científico do primeiro daqueles laboratório, explicou à BBC que já começaram os testes com animais, mas que será preciso esperar ainda dois anos para que sejam testados em seres humanos. "Isto abre uma nova era na investigação, uma vez que os novos fármacos podem destruir objectivos maiores que os anticorpos monoclonais", esclareceu.
 

 

A notícia veio também publicada na última edição da revista New Scientist.
 

 

Veja mais no: Diário de Notícias
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.