Nova terapia celular promete curar incontinência urinária
12 fevereiro 2005
  |  Partilhar:

 

Uma nova terapia celular, em prática na Clínica Universitária de Innsbruck, na Áustria, promete curar os pacientes que sofrem de incontinência urinária, problema que afecta entre 500 a 600 mil portugueses.
 

 

Fontes do hospital anunciaram os resultados de um ensaio clínico em que 95 dos 112 pacientes conseguiram recuperar a continência. O método consiste em introduzir células do próprio paciente em redor do esfíncter da uretra de forma a fortalecê-lo.
 

 

A incontinência urinária afecta muitas pessoas idosas, mais mulheres do que homens, e é uma doença de grande peso social e económico, assinalou o urologista Hannes Strasser, da Clínica Universitária de Innsbruck.
 

 

Nesta terapia é extraído ao paciente, sob anestesia local, uma amostra de tecido muscular do braço, que depois se multiplica em cultura num laboratório esterilizado, durante seis a oito semanas. Depois, as células são injectadas por ultra-som na uretra.
 

 

Por enquanto, a empresa de biotecnologia Innovacell, fundada em 2000 pela Clínica Universitária de Innsbruck, apenas usa o método na secção de urologia deste centro, mas planeia estendê-lo a toda a Áustria, à Alemanha, Itália, Suíça e Estados Unidos, segundo um porta-voz da firma.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.