Nova técnica usa sistema imunitário para evitar gravidez

Experiência efectuada em macacos

15 novembro 2004
  |  Partilhar:

 Um dia, os métodos contraceptivos poderão usar o próprio sistema imunitário dos homens para evitar a gravidez das suas companheiras.Cientistas da Universidade da Carolina do Norte (EUA) conseguiram esterilizar macacos utilizando uma proteína encontrada num dos seu testículos e que os torna inférteis.Segundo os investigadores, o processo, pormenorizado num artigo da revista especializada Science, pode ser revertido. No entanto, os especialistas dizem que embora o uso da «imuno-contracepção» seja uma ideia interessante, é difícil criar técnicas que sejam universalmente eficientes.No estudo, nove macacos machos foram tratados com uma solução que continha a proteína Eppin. A Eppin parece adequada para métodos de «imuno-contracepção» porque só é encontrada nos testículos, o que significa que as outras partes do corpo não seriam afectadas pelo seu uso. Esta proteína interage com uma substância que está envolvida no processo de coagulação do esperma.Sete dos macacos desenvolveram anti-corpos capazes de opor uma violenta reacção à proteína, tornando-se inférteis. Os cientistas especulam que os anticorpos que combatem a Eppin interagem com uma substância envolvida neste processo. Cinco dos macacos voltaram a ficar férteis depois de interrompido o tratamento.Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.