Nova técnica mede consumo de droga

Cientistas encontram cocaína em rio italiano

07 agosto 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

 

Cientistas italianos utilizaram uma nova técnica para calcular o consumo de cocaína e asseguram que o uso desta droga é mais comum do que se pensava.
 

Os investigadores mediram o nível de cocaína mediante a análise à água do rio Pó, Norte de Itália, onde também desaguam os esgotos, e verificaram que o rio transporta o equivalente a quase quatro quilos de cocaína por dia, de acordo o artigo publicado na «Environmental Health».
 

 

A substância, de nome benzoylecgonine, ou seja restos sintetizados da droga que é expulsa através da urina dos consumidores, aparece no rio através do sistema de esgotos. «Quem utiliza esta droga, expulsa através da urina uns 5% a 6% de cocaína pura e uns 50% como metabolito», explicou Ettore Zuccato, líder da equipa de investigadores do Instituto di Ricerche Farmacologiche Mario Negri, em Milão.
 

 

O cientista explicou à revista que «o propósito inicial era o de comparar os resultados do estudo com os oficiais. Esperávamos que o consumo de cocaína coincidisse, mais ou menos, com os cálculos oficiais, ou que talvez fosse menor, mas nunca tão alto», afirmou Zuccato.
 

 

Os resultados dos testes permitem concluir que no vale do Pó, onde vivem cerca de cinco milhões de pessoas, o consumo de cocaína é bastante mais elevado do que se esperava. Pelo menos 40 mil pessoas consumirão 100 mg daquela droga por dia, quando os números oficiais davam conta de 15 mil a admitir que consumiam uma vez por mês.
 

 

Segundo os cientistas italianos, os resultados do estudo demonstram que são necessários novos meios para calcular com certa precisão o número de consumidores de drogas. Por outro lado, admitiram que o seu método «necessita de ser aperfeiçoado para ser validado e adaptado ao consumo de outros narcóticos antes de se tornar um instrumento para medir o uso de drogas».
 

 

MNI- Médicos Na Internet
 

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.